José Malcher Jr.

Eng. Software – Analista de Sistemas

Compilação de 3 artigos de Eduardo Kurita Yoshinaga


Elevator statement

Esta técnica serve para montar uma síntese da idéia/produto/serviço que possa ser apresentada em um intervalo de tempo equivalente ao de um elevador, ou seja, dependendo dos andares de início e fim pode-se ter entre 30 segundos e 2 minutos.

Neste ano encontrei uma pessoa no elevador que tinha estudado Clipper 5.0 comigo 12 anos atrás e ele me perguntou: “O que você faz aqui?”.  A minha breve resposta foi um tipo de elevator statement.

Uma outra situação em que esta situação pode ser utilizada é quando se encontra com alguém muito importante no elevador (ex: o presidente da empresa) e esta pessoa te pergunta sobre uma idéia/produto/serviço importante e que você gostaria de explicar.

O que é
O elevator statement, também conhecido como elevator pitch, é uma declaração simples usada para rápida e eficientemente definir seu serviço, idéia ou produto. A frase deve ter aproximadamente 1 minuto e não pode ultrapassar 2 minutos e tampouco o limite aproximado de 250 palavras.

O que deve abranger? 
A frase deve ser clara, de modo que não haja dúvidas, concisa e ir direto ao ponto principal, tentando responder as questões abaixo:

  • Quem utilizará/adquirirá seu produto/idéia/serviço?
  • Qual benefício seu produto/idéia/serviço trará?
  • Quem é o principal competidor (se houver) ou alternativa

Onde é utilizado
Equipes que utilizam a metodologia ágil Scrum frequentemente utilizam esta técnica como parte do processo de concepção do produto a ser desenvolvido.

Esta técnica também é apresentada no curso de CSPO da AdaptWorks, como parte do processo de definição da visão do produto,  e no livro The Agile Samurai, como parte do processo de concepção do produto. Em ambos os casos esta técnica é apresentada como parte do processo de concepção da idéia do produto a ser trabalhado.

FONTE: http://eduardokurita.com/?p=212


Elevator Statement em Projetos

Hoje prosseguiremos com o assunto de Elevator Statement mostrando a aplicação em projetos de TI.

Por que utilizar esta técnica com a equipe de projeto?
Criar um elevator statement é interessante para facilitar o entendimento do projeto e, dependendo da equipe chega a ser bem divertido.

Uma vez concluído irá criar a visão que todo o time pode dizer e utilizar sempre que alguém perguntar: “Então, o que você faz?”.

Como fazer com uma equipe de projeto?
Primeiramente é necessário que toda a equipe de projeto esteja em uma sala, isolada das demais pessoas e do ambiente de trabalho.

Em seguida o time deve ter uma visão clara do produto/idéia/serviço e deve estar familiarizado com o mercado do público-alvo.

Caso seja necessário pode-se chamar alguém da área de negócio para explanar o produto e tirar todas as dúvidas.

Template Modelo 
O template que deve ser preenchido é o seguinte:

PARA [Cliente / Público-Alvo]
QUE [Necessidade ou Oportunidade]
O [Nome do PRODUTO/IDÉIA/SERVIÇO]
É UM [Categoria do PRODUTO/IDÉIA/SERVIÇO]
QUE [Principal benefício ou razão para se adquirir]
DIFERENTEMENTE DO [Principal competidor ou Alternativa]
NOSSO PRODUTO/IDÉIA/SERVIÇO [Principal diferenciação]

Resultado
O resultado deve ser algo parecido como:

PARA Turistas e Interessados em Viagens
QUE Tem dificuldade em encontrar pacotes de viagens de acordo com seu interesse
O MeAjudaVouViajar
É UMA Ferramenta de Busca web especializada em turismo
QUE de forma simples, permite que o usuário procure por inúmeros critérios e obtenha os resultados mais relevantes
DIFERENTEMENTE DE uma pesquisa direto em sites de busca ou em sites de agências de viagens
NOSSO PRODUTO obtém estes dados através de pesquisa exclusiva em agências de viagens do Brasil e de todo o mundo traduzindo estes dados para o idioma português.

FONTE: http://eduardokurita.com/?p=220


Como validar o elevator statement

Após a montagem da primeira versão do elevator statement deve-se verificar se o texto está compreensível para todas as pessoas, principalmente para aqueles que não são da área de TI.

Um modo muito eficiente é falar o elevator statement para uma outra pessoa, que seja neutra, sem conhecimento prévio do assunto, para obter dela o entendimento a partir da frase.

Um cuidado que deve-se ter é que o comunicador da frase também deve permanecer neutro, frio, sem gesticular ou expressar quaisquer reações que possam influenciar a outra pessoa na compreensão.

A partir das informações do entendimento do elevator statement por esta pessoa, pode-se realizar as correções necessárias e realizar nova validação, mas desta vez com outra pessoa.

Quando a equipe estiver satisfeita com a frase pode-se imprimir, fazer um banner manuscrito ou escrever no kanban ou em algum quadro no local de trabalho. A frase deve ser revista em cada release e atualizado sempre que necessário.

Esta é uma ferramenta muito legal para vender/divulgar o projeto dentro da empresa.

FONTE: http://eduardokurita.com/?p=222

outubro 31st, 2017

Posted In: Ágil, Desenvolvimento

Tags:,

Leave a Comment

Metodos Ágeis Para Desenvolvimento De Software

Este livro traz informações completas sobre conceitos e práticas ágeis. Reúne a visão de 23 profissionais de todo o país, agregando em uma única obra conhecimentos e experiências sobre o tema, de projetos pequenos a grandes, dos simples aos complexos, de empresas públicas às privadas.

 

  1. O Manifesto Ágil por Alexandre Gomes, Renato Willi e Serge Rehem
  2. A História dos Métodos Ágeis no Brasil por  Alfredo Goldman, Claudia Melo, Fabio Kon, Hugo Corbucci e Viviane Santos
  3. O Framework do Scrum  por  Rafael Prikladnicki e Alexandre Magno
  4. Programação Extrema (XP) por Dairton Bassi
  5. OpenUP por José Papo
  6. FDD – Feature-Driven Development por Adail Muniz Retamal
  7. Lean por Samuel Crescêncio
  8. Kanban por Alisson Vale
  9. Modelagem Ágil  por Rodrigo Yoshima
  10. Domain-Driven Design por Felipe Rodrigues de Almeida
  11. Test-Driven Development  por Bruno Pedroso
  12. Planejamento  por Fabiano Milani, Heitor Roriz
  13. Estimativas por Rafael Prikladnicki, Renato Willi, Rodrigo de Toledo
  14. Gestão Visual por Paulo Caroli
  15. Coaching e Facilitação de Times Ágeis por Manoel Pimentel Medeiros

Sumário Completo:

http://www.grupoa.com.br/uploads/imagensExtra/legado/P/PRIKLADINICKI_Rafael/Metodos_Ageis_Desenvolvimento_Software/Lib/Sum_Det.pdf

junho 13th, 2017

Posted In: Ágil, Desenvolvimento, Livro

Tags:,

Leave a Comment

Scrum 100 Lero Lero é um curso oferecido por Frederico de Azevedo Aranha e outros autores de forma gratuita, basta criar uma conta no Udemy e começar!

É um curso que vale muito a pena fazer. O instrutor tem uma boa formação e experiência, maneira simples e principalmente objetiva, consegue explicar os principais tópicos sobre o SCRUM. Literalmente um curso sem “Lero lero”!

Resumo: curso rápido de apresentação do framework Scrum criado pelo professor Frederico Aranha e distribuído oficialmente pelo Site Campus – a sua escola de gestão na internet. Aprenda sem rodeios o que é Scrum e vá mais longe! Estude online pelo Udemy ou pela plataforma EAD do Site Campus.

Link do curso: https://www.udemy.com/scrum-100-lero-lero/

Março 2nd, 2016

Posted In: Ágil, Assuntos Diversos, Cursos

Tags:, ,

Leave a Comment