José Malcher Jr.

Eng. Software – Analista de Sistemas

Excelente curso grátis de git e github e é grátis!

Link: https://www.schoolofnet.com/curso-git-e-github/

abril 18th, 2017

Posted In: Assuntos Diversos, Caixa de Ferramentas, Cursos, Git

Tags:, ,

Leave a Comment

Livro/ebook – Docker para desenvolvedores

Autor: Rafael Gomes

Temos estudado e praticado sobre Docker há algum tempo e percebemos que a documentação oficial não é ideal para quem estar começando a sua utilização, não é didático, pois acredito que inclusive não se proponha a isso. É apenas um ótimo material de referência.

Sendo assim resolvemos escrever um livro de uma forma simples e direta…

Link’s:

https://github.com/gomex/docker-para-desenvolvedores 

https://leanpub.com/dockerparadesenvolvedores

 

abril 16th, 2017

Posted In: Caixa de Ferramentas, Desenvolvimento, Docker, Livro

Tags:,

Leave a Comment

Explicação bem detalhada de Leandro Quibem Magnabosco sobre Docker:


 

fevereiro 15th, 2017

Posted In: Caixa de Ferramentas, Docker

Tags:

Leave a Comment

Em poucas palavras, docker como um projeto oferece a você um conjunto completo de ferramentas de alto nível para transportar tudo que constitui uma aplicação entre sistemas e máquinas – virtual ou física – e trás consigo grandes benefícios agregados.

Docker alcança sua robustez de conter a aplicação (e, portanto, de processos e recursos) via Contêineres Linux (por exemplo, namespaces e outras características do kernel). Seus novos recursos vêm de componentes e partes próprias do projeto, que extraem toda a complexidade de trabalhar com ferramentas/APIs Linux de baixo nível usadas para o sistema e para gerenciamento de aplicação, no que diz respeito a conter os processos com segurança. (Digital Ocean – 2014)


Site do projeto: https://www.docker.com/ 


 

fevereiro 15th, 2017

Posted In: Caixa de Ferramentas, Docker

Tags:

Leave a Comment

Se você está procurando algo útil para o processo de aprendizagem de desenvolvimento web, esse site será bastante útil para lembrar os itens do bootstrap, com as principais funções do componente e com exemplos!

bootstrap-4-cheatsheet

 

LINK: http://hackerthemes.com/bootstrap-cheatsheet/

agosto 2nd, 2016

Posted In: Caixa de Ferramentas, Desenvolvimento, HTML & CSS, HTML, CSS e JavaScript, JavaScript

Tags:

Leave a Comment

Depois de passados 90 dias usando o windows 10 na versão Enterprise Evaluation:

IMG_20160720_191302740

O windows 10 está excelente!
Depois que passa o período de 90 dias… se você não comprar uma licença do windows acontece o seguinte: Seu computador irá desligar a cada 1 ou 2 horas! Desliga sem pedir licença!!!

Bom, como estamos em tempos de crise… e não estou com R$ 810 reais para pagar uma licença… fiz buscas e conseguir prolongar por mais 90 dias essa licença!

Abrindo o pronpt (CMD) como administrador, usei o comando  “slmgr -rearm” e reiniciei o computador, “e derrepente Pahhh”, voltou os 90 dias!

Ainda uso o linux em VM, para não esquecer os comandos! 😉

julho 28th, 2016

Posted In: Caixa de Ferramentas, Sistema Operacional

Tags:,

Leave a Comment

Durante o aprendizado e as vezes durante trabalhos relacionados com Linux, sempre surge algumas dúvidas em relação a algum comando. Mesmo havendo para cada comando um ‘help’, acredito que seja valido ter um resumo próprio dos principais comandos.

Para isso há um repositório no github, com tradução da equipe blog Toca Do Linux, que traduziu um resumo bem extenso dos comandos do terminal. Vale muito a pena ter sempre em mãos!

LINK com a tradução: https://github.com/gabrielscosta/caixaDeFerramentasDoUnix

Original – UNIX TOOLBOX: http://cb.vu/unixtoolbox/

abril 16th, 2016

Posted In: Caixa de Ferramentas, GNU/Linux, Sistema Operacional

Tags:

Leave a Comment

Pesquisando a possibilidade de deixar ao Eclipse semelhante ao Sublime Text, achei um componente fácil de implementar diversos temas: Eclipse Color Themes.

eclipse_color_theme

abril 13th, 2016

Posted In: Caixa de Ferramentas, Desenvolvimento

Tags:,

Leave a Comment

Geralmente vem essa dúvida: o que posso ou devo instalar depois de instalar meu sistema operacional linux?

Para quem está começando ou pensando em usar o Fedora Linux, esse vídeo é bem explicativo, o vídeo mostra três opções de programas que ajudam a instalar diversos programas no Fedora.

Dica do site: http://acrelinux.org/

abril 9th, 2016

Posted In: Caixa de Ferramentas, Favoritos, Fedora, GNU/Linux, Sistema Operacional, Sites

Tags:,

Leave a Comment

Vou ministrar novamente uma oficina de WordPress Básico na FEAPA:

Este ano a Faculdade de Estudos Avançados (FEAPA), vai promover a XIII Semana do Empreendedorismo nos dias 11, 12 e 13 de abril/2016 na instituição, com 26 atividades entre palestras, minicursos, workshops e mesas redondas.
O evento reúne profissionais renomados e de destaque no mercado de trabalho paraense.
Confira a programação!

Sema_do_empreendedorismo_2016

LINK do Evento

abril 4th, 2016

Posted In: Assuntos Diversos, Belém, CMS's, Cursos, Eventos, Wordpress

Tags:,

Leave a Comment

logo gitPrimeiro passo para criar um projeto git, é a definição da pasta de tralho, onde estão todos os arquivos e códigos fontes do projeto.

git init

É criado uma pasta oculta “.git”, verificação da pasta: “ls -a” ou “ls -la”. Tal pata é oculta pois contem todas as configurações do git do projeto, não sendo necessário, na maioria das vezes, usa-lo.

Documentação do comando git init

Gitignore

Sempre é bom ter o cuidado para versionar arquivos de códigos fontes, evitando arquivos executáveis por exemplo ou pastas que não fazem parte do projeto.

Exemplos/Artigos/repositórios sobre o assunto .gitignore:

Documentação oficial sobre gitignore

Gerador de Arquivos Gitignore  (muito útil, basta setar o tipo de projeto e baixar/copiar o texto gerado)

Some common .gitignore configurations

A collection of .gitignore templates (Repositório com coleção de .gitignore de vários tipos de projetos)

.gitignore excluir todas as pastas menos uma (Dúvida bastante relevante!)

Após o “git init” e depois ter criado o arquivo “.gitignore”, com a pasta vazia crie ou copie o primeiro arquivo do projeto.

Um bom exemplo é criar um arquivo .java, e adicionar no .gitignore uma linha “*.class”, assim poderemos ver o git não trabalhando com arquivo com final .class. ( ‘*’ é um coringa que significa todos os nomes com final .class)

Adicionando o conteúdo do arquivo para o índice “git add .” e Visualizando o Status do versionando dos arquivos “git status”.

Documentação git add  e a Documentação do git status

O ponto do comando “git add .” significa que todos os arquivos serão adicionados ao repositório, com exceção dos arquivos listados no .gitignore.

Gravando as mudanças no git: git commit

Documentação oficial do comando git commit

O parâmetro “-m” diz ao git armazenar a mensagem que vem em seguida. Tal mensagem serve como um guia/manual explicando o que o usuário fez. Quanto mais clara for a mensagem, melhor será o entendimento do próximo programador que for editar o código.

A parte da mensagem:

Mostra o Branch ou “galho/ramo” do projeto,  como é o primeiro, está posicionado como principal ou master. Em seguida tem o código do commit e a mensagem gravada. Nas outras linhas é exibido os arquivos adicionados.

Verificando  os commit do projeto: git log

Documentação do git log (bastante extensa, mas verifique os exemplos)

O comando mostra o código do commit em sua totalidade, assim como exibe o nome e email do usuário e data, ao final exibe a mensagem do commit.

Se houver muitos commit, é possivel filtrar usando alguns parâmetros, exemplo

No linux é possível digitar “git log –” e apertar a tecla TAB, que é exibido os possíveis parâmetros:

O parâmetro mais simples é : git log –oneline

O parâmetro que ajuda a encontrar palavras na mensagem: git log –grep=”Palavra pra buscar na mensagem”

Outros comandos em Visualizando o Histórico de Commits

Verificando o Status do Git depois do comando commit:

Não há mais arquivos para ser “gravado” no repositório.


 

Para facilitar mais a visualização dos commits há interfaces/programas gráficos que ajudam, usuários linux tem o programa “gitk”, basta instalar com o comando “sudo dnf install gitk” ou “sudo apt-get install gitk”.

Usando Interface Gráfica para Visualizar o Histórico No final desse artigo tem a demostração do programa.

Lembrando que é necessário estar na pasta do projeto para executar o “gitk”

exemplo gitk

 

 

OBS.: Esta postagem é apenas um guia pessoal de referência e estudos sobre o assunto tratado.

dezembro 30th, 2015

Posted In: Caixa de Ferramentas, Git

Tags:

One Comment

logo gitApós a instalação do sistema de controle de versão, é importante conhecer alguns comandos básicos:

Versão do Git:

Escopos de configuração do Git:

O texto da documentação deixa claro as três formas de configuração do Git:

  1. Sistema: arquivo /etc/gitconfig: Contém valores para todos usuários do sistema e todos os seus repositórios. Se você passar a opção –system para git config, ele lerá e escreverá a partir deste arquivo especificamente.
  2. Usuário: arquivo ~/.gitconfig: É específico para seu usuário. Você pode fazer o Git ler e escrever a partir deste arquivo especificamente passando a opção –global.
  3. Projeto: arquivo de configuração no diretório git (ou seja, .git/config) de qualquer repositório que você está utilizando no momento: Específico para aquele único repositório. Cada nível sobrepõem o valor do nível anterior, sendo assim valores em .git/config sobrepõem aqueles em /etc/gitconfig.

A ordem de prioridade de configuração é: PROJETO > GLOBAL > SISTEMA

Em sistemas Windows, Git procura pelo arquivo .gitconfig no diretório $HOME (C:\Documents and Settins\$USER para a maioria das pessoas).

Arquivos com ponto+nome “.gitconfig”, são arquivos ocultos do sistema Linux, no Windows para visualizar no shell, use o comando “ls -a” ou “ls -la”

Primeiras configurações no Git pós instalação:

Adicionar usuário e email:

Lembrabdo que o parâmetro (–global) serve para o USUÁRIO logado atualmente no sistema. Pode causar confusão com configurações do sistema(–system).

Para checar as configurações use o comando:

Checar configurações de forma individual:

Adicionar algum outro editor padrão:

No S.O. Windows, pode ser que tenha algumas outras configurações já adicionadas por padrão.

Para verificar as configurações, além do comando “$ git config –list”, é possível ver as configurações visualizando o arquivo “.gitconfig” dentro da pasta do usuário. Ou mesmo é possível edita-lo direto, adicionando os parâmetros corretos:

Lembrando de antes verificar a presença do arquivo .gitconfig no local de execução do comando!

Recomendação é: configurar via linha de comando, pois há um espaçamento/tabulação específicos no arquivo .gitconfig.

Artigos/Sites/Repositórios sobre Personalização do Git e outros ajustes:

Customize seu Git! .gitconfig

Definindo configurações do .gitconfig após a instalação do GIT

https://gist.github.com/pksunkara/988716 (um arquivo .gitconfig)

https://training.github.com/kit/downloads/pt/github-git-cheat-sheet.pdf (PDF Com os principais comandos do git)

Para Outros detalhes, tem o comando “–help”

Para saber mais de cada comando use: git help <comando>

No linux, a página abre diretamente no terminal, para sair tecle “q”. No windows é provável que abra uma página em html no navegador padrão.

 

OBS.: Esta postagem é apenas um guia pessoal de referência e estudos sobre o assunto tratado.

dezembro 30th, 2015

Posted In: Caixa de Ferramentas, Git

Tags:

2 Comments

 

Com essa postagem: Resumos e Artigos sobre Controle de Versão de Códigos vou deixar aqui algumas impressões para estudos futuros. Pegando vários sites como base.

O bom e velho Wikipédia tem o artigo sobre Sistema de controle de versão que dá um apanhado geral sobre o que vem a ser os sistemas de controle de versão e o que eles fazem:

Um sistema de controle de versão (ou versionamento), VCS (do inglês version control system) ou ainda SCM (do inglês source code management) na função prática da Ciência da Computação e da Engenharia de Software, é um software com a finalidade de gerenciar diferentes versões no desenvolvimento de um documento qualquer. Esses sistemas são comumente utilizados no desenvolvimento de software para controlar as diferentes versões — histórico e desenvolvimento — dos códigos-fontes e também da documentação.

Um grande diferencial que tem nesse artigo do wikipédia e que ajuda muito quem esta iniciando no versionamento de códigos é uma lista de “vocabulário comum”, aprenda o termo sempre em inglês!

  • Atualização / Update – Atualiza na cópia local as novidades do Servidor, provavelmente as mudanças enviadas por outro desenvolvedor.
  • Baixar / Check-out ou checkout – Quando não existe cópia local e é necessário baixar todo o projeto do servidor. Nesse processo é guardado algum tipo de meta-dados (geralmente em pasta oculta) junto dos arquivos baixados.
  • Conflito / Conflict – É a alteração simultânea (entre um update e um commit) de um mesmo documento por usuários diferentes.
  • Cópia local / Working copy ou working area – É geralmente uma pasta no sistema operacional do desenvolvedor (do lado Cliente) que mantém a cópia da última versão do projeto. É através da cópia local que o Cliente compara com a última versão do Servidor e sabe exatamente o que foi modificado.
  • Efetivar ou submeter / Commit, submit ou check-in – Enviar as alterações da cópia local ao Servidor através do Cliente.
  • Exportar / Export – Semelhante ao checkout, mas não cria meta-dados junto da informação baixada. Esse processo é utilizado para gerar uma versão “distribuível” e impede (por não conter os meta-dados) que o desenvolvimento seja feito sobre ele.
  • Importar / Import – É o processo que envia uma árvore de diretórios ainda não controlada (sem meta-dados) para o repositório pela primeira vez.
    Marcação / Tag ou release – É dar um nome a um determinado “momento” do repositório, ou seja, é como uma “fotografia” de determinada data. Alguns sistemas, como o SVN, não diferenciam entre “marcação” e “ramificação”, pois é possível tratar uma ramificação com o conceito ou finalidade de marcação.
  • Mesclagem / Merge ou integration – Permite que mais de um utilizador modifique um mesmo documento ao mesmo tempo, comparando as diferenças e mesclando mantendo as duas alterações (se possível). A mesclagem geralmente é feita localmente (lado Cliente) na atualização de um documento quando há uma versão no Servidor mais recente que a sua.
  • Mesclagem inversa / Reverse integration – É quando um braço é mesclado à linha principal.
  • Modificação, diferença ou mudança (Change ou diff.) – Representa a diferença entre uma versão e outra de um mesmo documento.
  • Raiz, linha principal ou braço principal / Head, trunk, mainline – é o caminho de revisões que não se quebrou em um braço.
  • Ramificação ou braço / Branch – Quando a linha de desenvolvimento precisa ser dividida em duas ou mais.
  • Repositório / Repository – local no Sistema onde fica armazenado todas as versões, desde a primeira até a última. Cada sistema geralmente pode ter mais de um repositório.
  • Resolução de conflito / Conflict resolve ou Solve – Quando os desenvolvedores precisam analisar o que entrou em conflito e escolher qual alteração fará parte da versão final.
  • Revisão ou versão / Revision ou version – Representa um determinado “momento” (uma “fotografia”) de um repositório ou documento.
  • Travar / Lock – Em alguns sistemas é possível bloquear um arquivo e ninguém pode alterá-lo nesse momento. Isso é pouco usado e pouco recomendado pois impede o uso simultâneo do mesmo arquivo por mais de um desenvolvedor, mas pode ser bastante útil com arquivos binários e/ou difíceis ou impossíveis de serem mesclados.
  • Última versão / last revision – é a última versão enviada ao sistema no braço principal.
  • Versão atualizada / Up-to-date – É quando a versão local é idêntica à que está no servidor. Quando alguém submete um documento (que você também está trabalhando) antes de você, o sistema não permite que você envie a sua versão enquanto você não deixar sua versão local atualizada (up-to-date).
  • Versão estável / Stable version – Chama-se de “versão estável” uma determinada versão do sistema que está compilando normalmente e não possui nenhuma anomalia grave.
  • Versão instável / Unstable version – Chama-se de “versão instável” uma versão do sistema que não está compilando ou que possui alguma anomalia bastante visível e geralmente grave.

 

Um outro artigo muito bom e bem completo pode ser ser lido em: Conceitos Básicos de Controle de Versão de Software — Centralizado e Distribuído é um artigo mais prático que ajuda o entendimento mostrando desenhos como os processos funcionam.

  1. Alguém já sobrescreveu o código de outra pessoa por acidente e acabou perdendo as alterações?
  2. Tem dificuldades em saber quais as alterações efetuadas em um programa, quando foram feitas e quem fez?
  3. Tem dificuldade em recuperar o código de uma versão anterior que está em produção?
  4. Tem problemas em manter variações do sistema ao mesmo tempo?

Se alguma das perguntas acima teve um sim como resposta, então sua equipe necessita urgentemente de um sistema para controle de versão!

Torço para que esse artigo sempre continue no ar, ele é excelente para montar aulas sobre o assunto!

Recomendo salvar o artigo em seu Evernote, usando o componente de Captura do navegador Chrome ou Firefox


 

Pra fechar o assunto tem uma Monografia: Análise Comparativa entre Sistemas de Controle de Versões Daniel Tannure Menandro de Freitas. Tem um excelente conteúdo sobre o assunto. Com destaque para o fluxo entre os diversos tipos de Sistemas de controle de versão, o fluxo do git:

fluxo_git

 

 

 

dezembro 27th, 2015

Posted In: Caixa de Ferramentas, Desenvolvimento, Git

Tags:,

Leave a Comment

Quem usa o Fedora e está interessado em gravar vídeos treinamentos em formato de Screencasts deixo aqui o software que melhor me atendeu, sem travamentos ou falhas, muito leve e boa resolução. O conceito de Screencasts:
Screencasts é o registro (gravação) da saída do vídeo gerado por computador em atividade. Pode ou não conter o áudio integrado. São úteis para demonstrar características de softwares.
Tal Software é muito útil para dar treinamentos sobre diversos assuntos além da área de informática há casos como https://pt.khanacademy.org/ que oferece diversos cursos até de matemática nesse formato.
Eu uso para gravar vídeos aulas de programação e para “Diário Particular”, sim, gravo a tela do meu notebook, ligo a webcam e vou falando sobre mim e mostro minhas redes sociais… comentando tudo… gravo em DVD’s… mas quem verá isso!?! Ou eu mesmo… ou sei lá quem! 😉

Repositório: https://copr.fedoraproject.org/coprs/mosquito/myrepo/

Copie o Repositório a baixo para  /etc/yum.repos.d

$ sudo wget https://copr.fedoraproject.org/coprs/mosquito/myrepo/repo/fedora-23/mosquito-myrepo-fedora-23.repo

// Fique atento a versão do Seu Sistema Operacional

$ sudo dnf update

$ sudo dnf install simplescreenrecorder

Caso haja algum problema… verifique se você instalou o rpm(free/nonfree): http://rpmfusion.org/

Bons Vídeos!

dezembro 10th, 2015

Posted In: Aplicativos, Caixa de Ferramentas, Fedora, GNU/Linux

Tags:

2 Comments

Pós instalação do Fedora, vem a necessidade de instalação de outros programas/pacotes pra deixar o sistema mais completo, como plugins, codecs e outros aplicativos!

Fedy – http://folkswithhats.org/

Fedy é um instalador de pacotes para o Fedora, complementa o uso da “loja” de Programas. Muito útil e agiliza várias instalações e escritas de códigos, facilita a vida do usuário!

fedy

 

dezembro 2nd, 2015

Posted In: Caixa de Ferramentas, Fedora, GNU/Linux, Sistema Operacional

Tags:,

Leave a Comment

Lançamento do Novo Fedora 23, tradução (bem rasteira), da nota oficial de lançamento do sistema:

Bom, antes quero dizer que estou usando o Fedora 22, desde o início de 2015. Ele tem me agradado bastante, tanto que pretendo atualizar ele ainda nesta data. Gosto de atualizar de forma limpa, isso é, formatar o HD e instalar do zero, acredito que poderei assim ter melhor experiência com o Sistema, além de “limpar” tudo que é arquivos inúteis e programas que não esteja usando no momento!

E então, vale a pena? Digo a todos que sim, ele e tão bom quanto o Ubuntu e Open Suse.

É (aproximadamente) o Dia das Bruxas, assim você sabe o que isso significa – novo Fedora! O lançamento do Fedora 23 está aqui, e é melhor do que nunca. Temos o prazer de lhe trazer as últimas encarnações dos três principais edições do Fedora – Fedora Workstation, Fedora nuvem, e Fedora Server, cada um construído com amor pela comunidade Fedora para atender às suas necessidades em diferentes áreas. Fedora 23 também está disponível em “spins”, outros tipos de  desktop, software Labs (uma espécie de curadoria de softwares) e imagens especiais para a arquitetura de processador ARM.

Se isso é tudo que você precisa ouvir, baixe em https://getfedora.org/, ou se você já usa o Fedora, siga os passos simples atualização. Caso contrário, continue a ler para mais detalhes.

Fedora Workstation

Se você é um desenvolvedor de software, laptop ou usuário doméstico, amadores, entusiastas, ou estudante, Fedora Workstation é perfeito para você. Fedora Workstation inclui a versão mais recente do GNOME desktop, o que torna o seu uso diário simples, polido e agradável. Experimente a interface elegante e ferramentas poderosas para agora – baixar Fedora Workstation !

Fedora Servidor

Fedora Server faz gerenciamento de serviços simples, com RoleKit, uma interface de programação para implantação rápida, e Cockpit, uma interface gráfica web remoto. Agora no Fedora 23 Servidor, você pode gerenciar Kubernetes aglomerados do Cockpit de Admin Console, ou lançar um controlador de domínio FreeIPA de um arquivo kickstart. Obtenha Fedora servidor!

Fedora Nuvem

Construir computação scale-out com o Fedora Cloud. A imagem Fedora base de nuvem fornece uma plataforma OS mínima que pode ser baixado para uso em OpenStack, ou lançado diretamente em EC2. Anfitrião Fedora Atomic leva as coisas em uma direção mais radical, proporcionando um sistema especializado para a execução de recipientes Docker e Apps Atómica. Agora com o Fedora 23, Fedora Anfitrião Atomic será atualizado em um ciclo de duas semanas para manter na borda da tecnologia emergente. Faça o download ou lançar uma imagem Fedora nuvem para o seu provedor de nuvem escolhido, ou como uma box Vagrant para o desenvolvimento local.

Spins, Labs, e ARM

Fedora Spins são desktops alternativos para o Fedora que fornecem uma experiência diferente do que a edição padrão Fedora Workstation. Por exemplo, os spins do Fedora KDE e Xfce Fedora fornecer alternativas populares para GNOME para usuários do Fedora que apreciam a experiência KDE e Xfce. Fedora 23 também apresenta um troca de spins, que fornece um desktop layout “tradicional” com o moderno GNOME 3 shell. Obtenha Fedora Spins 23.

Fedora Labs são curadoria coleções de software mantidos por membros da Comunidade Fedora, onde poderá encontrar atualizado mídia ao vivo focada em jogos, design, robótica e muito mais. Estes podem ser instalados por conta própria ou como add-ons para as instalações do Fedora existentes. Obtenha Fedora 23 Labs.

Nós fornecemos uma versão do sistema operacional Fedora sob medida para execução em sistemas baseados em ARM, previamente misturados na página Spins, mas agora com uma página de download dedicado.

Componentes Atualizado

Tal como acontece com todas as versões do Fedora, quase todos os componentes tem uma nova versão, com melhorias em toda a linha. Uma nota particular, o Fedora Workstation inclui o GNOME 3.18 ambiente de trabalho e a suíte de escritório Libre Escritório 5.0.

Fedora 23 também tem importantes melhorias de segurança “sob o capô”, com maior endurecimento para todos os softwares compilados e com SSL3 inseguro e protocolos RC4 desativado. Nós também atualizamos todo o software instalado por padrão no Fedora base de nuvem Imagem e Fedora Workstation usar Python versão 3, e do quadro compatível Mono .NET é agora na versão 4. Talvez o mais importante, o suporte a Unicode 8.0 agora permite que o fundamental U1F32D personagem.

Downloads, atualizações, documentação e erros comuns

Você pode começar por transferir o Fedora 23:

https://getfedora.org/

Se você estiver atualizando a partir de uma versão anterior do Fedora, consulte:

http://fedoraproject.org/wiki/Upgrading

Leia as notas de versão para o Fedora 23 completos:

https://docs.fedoraproject.org/en-US/Fedora/23/html/Release_Notes/index.html

Fedora 23 erros comuns estão documentadas em:

http://fedoraproject.org/wiki/Common_F23_bugs

Esta página contém informações sobre vários bugs conhecidos no Fedora 23. Por favor, certifique-se de lê-lo antes de instalar!

Contribuindo

Esperamos que você esteja tão animado quanto nós sobre o Fedora 23 e estamos ansiosos para você explora-lo. Não se esqueça – Fedora nunca pára, como estamos sempre trabalhando no sentido de uma nova e melhor libertação através da partilha de nosso trabalho com o mundo. Quer fazer parte da diversão? É fácil se envolver.

Há muitas formas de contribuir para o Fedora, mesmo que seja apenas relatórios de erros. Você também pode ajudar a traduzir software e conteúdo, testar e dar feedback sobre atualizações de software, escrever e editar documentação, design e fazer obras de arte, ajudar com todos os tipos de atividades promocionais, e empacotar software livre para uso por milhões de usuários do Fedora em todo o mundo. Para começar, visite O que posso fazer para o Fedora? Hoje!

FONTE: http://fedoramagazine.org/fedora-23-released/

PS: Tradução rápida pelo Google tratudos… pode conter erros!

novembro 3rd, 2015

Posted In: Caixa de Ferramentas, Fedora, GNU/Linux, Sistema Operacional

Tags:,

Leave a Comment

git_github

Vou deixar aqui neste post algumas referências para quem quer aprender a usar o Git e o GitHub. Não vou explicar nada aqui, e sim deixar os links para que você possa explorar. Muito provavelmente irei re-postar algum conteúdo sobre o assunto no futuro, mas por hora, pra quem está ou quer aprender a usar essas ferramentas fica essas dicas:

Site oficial: https://git-scm.com/

GitHub: https://github.com/

Livro em pt_BR: https://git-scm.com/book/pt-br/v1

Curso e Screencast:

Curso de controle de versão com Git : Uma coleção de 8 vídeos para iniciantes, ele é bem completo nas explicações e vai do Git ao Github.
Screencast: Git e Github para Iniciantes: Aqui tem um screencast da Loiane Groner, exelente abordagem inicial.

http://tableless.com.br/iniciando-no-git-parte-1/ – Por por

http://rogerdudler.github.io/git-guide/index.pt_BR.html – Git – Guia Prático

http://blog.da2k.com.br/categories/github/ – Do Fernando Daciuk, que o mesmo tem um excelente curso: Git e Github Ninja

Um vídeo bacana aqui no link: Contribuindo para um projeto open source no Github de Rogerio Prado de Jesus

Git Cheatsheet (comandos úteis resumidos)

https://training.github.com/kit/downloads/pt/github-git-cheat-sheet.pdf – PDF em pt_BR de resumo oficial

http://www.ndpsoftware.com/git-cheatsheet.html – Site bem ilustrativo dos comandos e onde cada comando “afeta” as áreas de trabalho do git.

Pretendo escrever/criar conteúdo sobre o assunto, não apenas mostrar de outros autores, produzir conteúdo e tão importante quanto consumir. Mas de ante mão é sempre bom ler sobre um assunto pegando de várias fontes!

Abraços

outubro 31st, 2015

Posted In: Caixa de Ferramentas, Git

Tags:,

One Comment

debian

Base de um dos sistemas operacionais mais populares, o Debian é considerado um verdadeiro GNU/Linux, por se manter o mais fiel possível da filosofia GNU.

Ele é Perfeito para servidores por sua estabilidade!

Particularmente acho que ele não seja um bom sistema operacional para usuário final.

Baixe: http://www.debian.org/

junho 21st, 2015

Posted In: Caixa de Ferramentas, Debian, GNU/Linux, Sistema Operacional

Tags:

Leave a Comment

essential-wordpress-pluginsComponente bom para quem precisa desabilitar a atualização automática de todos ou de alguns dos componentes do wordpress.

“Gerencie todas as suas atualizações WordPress, incluindo plug-in individuais/atualizações temas, atualizações automáticas, e outros mais. Também trabalha com WordPress Multisite”

Easy Updates Manager: https://wordpress.org/plugins/stops-core-theme-and-plugin-updates/

junho 21st, 2015

Posted In: Caixa de Ferramentas, CMS's, Wordpress

Tags:,

Leave a Comment

ubuntu-logo14

Sobre:

https://wiki.ubuntu.com/ e http://pt.wikipedia.org/wiki/Ubuntu

Ubuntu Brasil: http://wiki.ubuntu-br.org/

Obter: http://www.ubuntu.com/download/desktop

maio 26th, 2015

Posted In: Caixa de Ferramentas, GNU/Linux, Sistema Operacional, Ubuntu

Tags:

Leave a Comment

Próxima página »